terça-feira, 10 de agosto de 2010

au revoir ou Blues para viagem





Faça-me o favor, querida...
Suma do mapa
suicide-se
na próxima esquina

pule de uma vez
na tua piscina
enquanto ela esvazia

suas idéias são tão toscas
tua ausência
bem-vinda

evite já na entrada
a unânime despedida
você não mais me engana
chega de desculpas
esfarrapadas
com o cheiro de tequila

não me comove o pranto
de quem cospe
no seu prato de comida

vá!!! (gritos e sussurros e gemidos)
suma de uma vez
com esta decadência desmedida

vá!
tua presença incomoda,
tua falta alivia

vá...
o teu lindo corpo
não compra mais
nem aquela mal servida

Vai?
passe umas férias prolongadas
lá pra tal da conchichina

aaaai querida!!!
você escolheu muito mal
sua ultima inimiga

Narjara Oliveira

6 comentários:

poetamatematico disse...

uau!!!!!!!!!!

Convincentissmo!!!

parabens

luiz gustavo disse...

“...agora sobe em cortejo
aos céus entretecido
pelo fogaréu da ínsula alma...”

luiz gustavo disse...

“...percebo sonhos da tarde
arderem aos flancos -
unhando-se...”

luiz gustavo disse...

“...solitária ninfa
entre fantasmas
e anjos fulvos...”

luiz gustavo disse...

"...da calçada de pedra cal
alça vôo a caça
cauda lírica..."

LanaM. disse...

Muito Show' ...

Saudades docê mulhée, adoro os teus poemas

Ass vista o meu Blog
http://mitosgregosl.blogspot.com/