terça-feira, 2 de março de 2010

Ciclos


foto francesca woodman


vícios semeados

na fecunda terra

solo-coração

selva que não quero

seiva que nasce mãe

rompendo o clarim
na fronteira

mundo & olhos

a candura uivou rubra

em tua nuca descorada

amordaçaram os gritos

ocultaram os gestos

camuflaram os gemidos

o pássaro negro

ensaia o canto feral

o aceno é óbvio

e a palavra, súbita.

vive & fenece

nas línguas impulsivas
das manhãs dissolutas.


Narjara Oliveira

2 comentários:

Mary disse...

ciclos que viciam...

:*

luiz gustavo disse...

“...urânia vulva de língua lésbia
no céu concreto da furna fulva
- a fábula libélula...”